1575

Prefeitura Municipal de Cairu

Pular para o conteúdo

RECOMENDAÇÕES PARA PREVENÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS EM UNIDADES DE ENSINO

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde
14/03/2020 às 13h56

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE

RECOMENDAÇÕES PARA PREVENÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS EM UNIDADES DE ENSINO

O QUE SÃO CORONAVÍRUS?

Os Coronavírus (COVID-19) são uma grande família viral, conhecidos desde os anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por Coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns Coronavírus podem causar doenças respiratórias graves. Em janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde(OMS) foi notificada sobre uma doença transmitida pelo Novo Coronavírus (COVID-19) na China, atingindo um número significativo de pessoas, causando desde leves infecções respiratórias até casos mais graves. No dia 11 de março de 2020, a OMS declarou pandemia de Coronavírus, que até o momento já chegou a 110 países e a todos os continentes, exceto a Antártida, e infectou mais de 113,7 mil pessoas, levando cerca de aproximadamente 5 mil delas à mortes.

COMO OCORRE A TRANSMISSÃO?

Em humanos a transmissão ocorre de pessoa-a-pessoa, ou seja, o Coronavírus pode ser transmitido principalmente pelas gotículas respiratórias, por tosses e espirros, assim como pelo contato com as mãos contaminadas com secreções respiratórias que contenham vírus. Para mais informações sobre o Coronavírus, consulte o link disponibilizado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia: www.saude.ba.gov.ba.br/coronavirus.

QUAIS AÇÕES DEVEMOS ADOTAR NESTE MOMENTO DE ALERTA GLOBAL?

Neste momento de alerta global, a melhor estratégia para lidar com este assunto e contribuir para sua prevenção é compartilhar informações confiáveis e de qualidade com toda a população. Além disso, é fundamental que medidas básicas de prevenção sejam adotadas por todos, inclusive profissionais da Educação e alunos, promovendo assim um ambiente saudável, promotor de saúde para atuar neste período.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS PREVENTIVAS PARA UNIDADES DE ENSINO

 Manter os ambientes ventilados;

 Orientar a todos para Lavar as mãos com freqüência, usando água e sabão, principalmente depois de tossir ou espirrar, ir ao banheiro e antes das refeições. Também é efetiva a fricção das mãos com álcool 70 % gel;

 Orientar e incentivar todos da comunidade escolar a utilizar etiqueta da tosse:

• Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

• Cobrir o nariz e a boca com lenços/papéis descartáveis quando tossir ou espirrar;

• O lenço utilizado deve ser descartado;

• Caso não haja lenço ou toalha de papel disponível, ao espirrar ou tossir é preferível cobrir o nariz e a boca com a manga da camisa (“espirrar no cotovelo”) do que fazê-lo com as mãos, por meio das quais os vírus são facilmente transferidos para outras pessoas ou para o ambiente (telefone, maçanetas, computadores, etc.).

 Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

 Não compartilhar copos, canudos, toalhas, talheres, alimentos, maquiagem e protetores labiais, canetas, lapiseiras, borrachas, brinquedos, celulares, etc; Orientar alunos e pais a higienizar com frequência os pertences pessoais dos alunos (copo, garrafas plástica , mochilas, lancheiras, toalhas, estojo de escova de dente e outros materiais);

 Intensificar a higienização dos ambientes de uso comum, incluindo maçanetas, torneiras, porta papel toalha, assim como brinquedos, computadores, objetos de uso coletivo;

 Quanto aos bebedouros:

• Não colocar os lábios no bico ejetor de água;

• Realizar desinfecção do equipamento com álcool 70%, frequentemente; preferencialmente disponibilizar copos descartáveis junto ao bebedouro ou solicitar que as crianças/estudantes tragam de casa para uso individual copo plástico/garrafa plástica;

• Quando existirem dois bicos ejetores de água no bebedouro, recomenda-se inviabilizar o uso do bico ejetor pequeno, deixando em uso apenas o grande curvo e orientações de uso fixadas na parede, na frente do bebedouro.

 Nas salas de aula/ refeitório:

• Orientar os alunos para higiene das mãos;

• Realizar a desinfecção das mesas e cadeiras, friccionando com pano seco e limpo embebido com álcool 70% por 20 segundos, ao final do período e/ou a cada troca de turmas;

• Intensificar cuidados com o uso do álcool, especialmente em ambientes com acesso de crianças e adolescentes, pelo risco de ingestão acidental e de queimaduras devido à característica inflamável do produto. Este produto exige todo o cuidado;

• Reorientar a equipe de apoio para a intensificação da limpeza dos diferentes materiais e brinquedos utilizados e de uso comum na escola;

• Limpeza dos equipamentos de ar condicionado: Manter limpos os componentes do sistema de climatização (bandejas, serpentinas, umidificadores, ventiladores e dutos) de forma a evitar a difusão ou multiplicação de agentes nocivos à saúde humana e manter a qualidade interna do ar.

Orientar aos pais para sempre buscarem os alunos com quadro febril ou mal-estar na escola, pois a escola é um ambiente coletivo, de compartilhamento e socialização constantes e contato próximo entre alunos e equipe, por este motivo quanto menor o contato do aluno com sintomas de doenças respiratórias, maior será a prevenção de doenças neste ambiente.

Profissionais da Educação ou alunos suspeitos de Coronavírus (febre, tosse e/ou sintomas respiratórios) não devem frequentar o ambiente escolar, devendo procurar atendimento médico, passar por consulta médica para avaliação, definição de diagnóstico provável e encaminhamentos das medidas necessários.

Essas medidas preventivas são muito importantes para reduzir a transmissão do Coronavírus, assim como outros microorganismos de transmissão respiratória ou por contato.

Não está indicada a suspensão de aulas e outras atividades como medidas de prevenção e controle de infecção da atual situação.

Outras medidas poderão ser acrescentadas pela Secretaria Municipal da Saúde, dependendo da evolução do alerta global!

Cairu, 14 de março de 2020.